Melhorando seus projetos SAP com ASAP - Blog CMMI & MPS.Br

Melhorando seus projetos SAP com ASAP

By on January 27, 2012

O sucesso de um projeto é em grande parte determinado pelo jeito de como ele é conduzido, isto não apenas para SAP mas para qualquer outro ambiente. De modo à melhorar a probabilidade de sucesso nos projetos SAP, a mesma criou um modelo para direcionar projetos neste ambiente, o ASAP – Acceletated SAP. Este modelo endereça diversas práticas de engenharia de software e gestão e é bastante funcional.

Comparando com CMMI, MPS.Br ou PMI, podemos dizer que o ASAP um pouco longe destes modelos, mas a SAP se preocupou em recomendar diversas boas práticas consagradas de engenharia de software em seus processos.

A metodologia ASAP está baseada em cinco pilares, cinco fases que como em outros projetos de engenharia de software, vai da definição de escopo, passando por especificação funcional, design, construção, testes até chegar à validação e implantação. ASAP contempla o ciclo todo. Estas cinco fases ajudam a deixar o projeto mais controlável e mais organizado.

É importante lembrar que ASAP não é única abordagem possível para projetos SAP, mas é uma abordagem bastante funcional e prática.

Metodologia ASAP

1. ASAP – Project Preparation

Primeira fase do ASAP, este é o momento onde o escopo é definido, detalhado e estimado. O planejamento do projeto é realizado assim como o kickoff do mesmo para alinhar o entendimento do que é o projeto com:

  • Escopo
  • Estimativas
  • Planejamento inicial do projeto
  • Cronograma
  • Aspectos técnicos
  • Definição de equipe
  • Identificação de Riscos e estratégias para os mesmos
  • Planejamento de controle de qualidade
  • Kickoff

2. ASAP – Blueprint

Neste momento da metodologia ASAP os analistas funcionais devem levantar e detalhar os requisitos de negócio e processos. Tudo deve ser documentado e consolidado no Business Blueprint endereçando assuntos como:

  • Levantamento dos Processos de negócio
  • Gestão do projeto
  • Mudanças organizacionais (e estratégia de tratamento)
  • Treinamentos (key users e usuários)
  • Ambiente para desenvolvimento
  • Deginição dos novos processos de negócio
  • Controle de qualidade
  • Necessidades e mudanças organizacionais

3. ASAP – Realization

Podemos dizer que neste momento do ASAP, a análise funcional realizada anteriormente é traduzida para o ambiente SAP. Os processos e requisitos são configurados (ou adaptados) e implementados no sistema através de atividades como:

  • Configuração base
  • Configuração final
  • Desenvolvimento de programas
  • Implementação de interfaces
  • Testes individuais
  • Testes integrados (e suas evidências)
  • Documentação de cenários e processos
  • Execuçãso dos treinamentos aos key users e usuários
  • Controle de qualidade
  • Tracking dos bugs

4. ASAP – Final preparation

Na metodologia ASAP, a fase Final Preparation trata dos últimos ajustes, testes e verificações. O sistema poderá ir para a Go-Live após as verificações atenderem ao nível de estabilidade esperado. Neste momento são executadas atividades como:

  • Testes de volume
  • Testes de stress
  • Planejamento da implantação
  • Estratégia de implantação
  • Treinamentos finais
  • Controle de qualidade

5. ASAP – Go Live e suporte

Última fase do ASAP, é neste momento que o sistema é colocado em produção e suportado. O projeto SAP é implantado.

  • Transferência de pré-produção
  • Ajustes em hardware
  • Ajustes em software, base de dados, sistema operacional e outros
  • Treinamentos
  • Suporte aos key-users e usuários
  • Encerramento

O ASAP tem se mostrado eficiente e prático ao longo dos anos de sua existência. Várias equipes de projetos SAP usam e recomendam o uso de ASAP. Ele é bom, mas ainda precisa incorporar práticas de engenharia de software. Vale a pena considerar seu uso em projetos SAP. Além disso, ele é um bom passo para programas de melhoria contínua de processos.

About Washington Souza

Black Belt, Washington Souza tem mais de 10 anos de experiência com gestão. Participou de implantações em todos os níveis CMMI e MPS.Br A. Gosta muito de Six Sigma e gestão como um todo.

One Comment

  1. Samuel Burkart

    April 16, 2017 at 6:39 pm

    Very good blog.Much thanks again. Fantastic.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.