Gerenciamento de riscos ágil – PMI-ACP - Blog CMMI & MPS.Br

Gerenciamento de riscos ágil – PMI-ACP

By on February 5, 2018

A gestão de riscos em projetos ágeis é mais natural do que se imagina. Segundo o PMI-ACP, Risco é uma incerteza que pode afetar o sucesso ou fracasso de um projeto. Além dos riscos, também temos as oportunidades.

Obviamente, para maximizar o valor gerado ao projeto, devemos minimizar a possibilidade dos riscos acontecerem e o primeiro passo é a identificação dos mesmos que deve ser feito pelo cliente, time do projeto e os stakeholders.
Alguns riscos comuns que podemos identificar em um projeto ágil são:

  • Variação da produtividade – Diferença entre a produtividade planejada e a atual. Em vários casos um time pode não estar tendo a produtividade esperada pelo cliente e ações podem ser necessárias
  • Scope Creep – Requisitos adicionais ao acordado inicialmente – o Scope creep pode gerar menos valor ao produto final e deslocar esforço importante para elementos desnecessários
  • Falta de consenso na especificação – Os stakeholders podem não chegar a um consenso sobre um determinado requisito ou Sprint e isso pode gerar confusão no time e falta de direcionamento.
  • Falha de programação das tarefas – A estimativa pode ter sido falha subestimando a duração das atividades e isso poderá atrapalhar o desempenho do time
  • Rotatividade – Perda de membros importantes do time.

Dois fatores importantes atribuídos aos riscos são a probabilidade e o impacto (uma prática interessante é colocar o percentual de probabilidade e o impacto por exemplo em dias). Ao final chegamos na exposição do risco e justamente são os mais severos que precisamos tratar rapidamente. No fim, somando todas exposições conseguimos saber o impacto que trará ao projeto.

Uma boa sequência para o tratamento dos riscos é: Identificação dos riscos -> Avaliar quantitativamente e qualitativamente -> Planejar a resposta-> Tomar as ações definidas -> Controlar e revisar.

As respostas são as típicas do gerenciamento de riscos como aceitar, mitigar, transferir, etc.

Para o acompanhamento, um gráfico de burn-down cai muito bem.

About Washington Souza

Black Belt, Washington Souza tem mais de 10 anos de experiência com gestão. Participou de implantações em todos os níveis CMMI e MPS.Br A. Gosta muito de Six Sigma e gestão como um todo.